Newsletter

Receba informações via e-mail

Des-inscrever    



Patologias

03 Principais Perguntas e Características sobre Ansiedade 2

Instituto OlhosDaAlmaSã

Obs.: Este material deriva de diversas entrevistas feitas ao analista, psicólogo e pesquisador em saúde mental Jorge Antonio Monteiro de Lima que foram  coletadas em diversos programas de rádio, jornais, televisão, enviadas ao web site do Instituto OlhosDaAlmaSã, e a outras participações junto a mídia. Também agregamos perguntas desenvolvidas pela assistência   nas inúmeras palestras desenvolvidas todas compiladas neste site. Questionamentos mais comuns aos dias de hoje. Por isto neste material mantivemos a linguagem coloquial rotineira, visando uma melhor assimilação do leitor.

5) por que hoje em dia os problemas de ansiedade afetam a vida afetiva e sexual?

Jorge - Adorei a pergunta.Veja que nesta conferencia mais falamos sobre aspectos sintomatológicos orgânicos que de afetividade. Ansiedade afeta diretamente nossa vida afetiva e sexual. Primeiro por que a ansiedade distorce nossa percepção, nossa consciência crítica, nossa identidade e desejo. Um ser ansioso não sabe o que quer, e quando quer não foi por seu próprio desejo.

Segundo o ser ansioso não vai comunicar se corretamente com o objeto de sua afetividade.Vai misturar se desconexamente com o que vai expressar transformando sua comunicação afetiva em um código estranho, as vezes indecifrável.Por estar invariável mente perdido, sem saber o que quer, projetará este estado em sua vida afetiva, nas suas amizades, no relacionamento íntimo.Sofrerá por que um amigo atrasa pra um encontro dez minutos, e não saberá curtir com calma , apressando se para fazer amor.

Um amante ansioso é um péssimo amante.Ele fará amor rápido, desconectado ansioso, estará em algum lugar distante do ser amado. Longe demais para curtir e se fazer curtido. Isto afeta homens e mulheres a mesma proporção. Um casal que se ama, ou que quer ficar pra se curtir, que pode ficar quatro, cinco horas  hoje normalmente se transa 10 minutos é muito. Tudo é rapidinho, voraz, sem amor e carinho, sem antes e sem depois.Resultado insatisfação.

Voltando a vida social. Outro dia saí com um grupo de amigos.Uma turma de ansiosos. Fiquei impressionado com eles. Entramos e saímos de cinco bares em um espaço de duas horas. Nenhum lugar estava bom, nada servia até que voltamos ao primeiro local. Pressa, insatisfação, distanciamento do que se quer.O próximo sempre será melhor.

 Vejo infelizmente as pessoas projetando este consumismo na sua vida afetiva e sexual.Resultado : a tragédia humana que hoje é comum. Milhares de insatisfeitos com sua vida afetiva, sexual. Em meu livro"os fantasmas da cama" abordo esta temática.

06) Por que existem idéias fixas presentes em quadros intensos de ansiedade, depressão e pânico e como as combater? 

Jorge - Na depressão as idéias fixas são presentes principalmente pelo negativismo, ou seja tudo está ruim, as coisas não vão dar certo, estou mal,... isto associa se a condição neurótica da própria patologia em que o Ego (Eu) está debilitado incapaz de reagir, o que é profundamente aumentado pela baixa da auto- estima. No caso de pânico as idéias fixas tendem a beirar a questão do medo de passar mal ou de morrer, o que também conduz a mesma fragilidade de Ego. Nestas doenças tentar determinar o fator etiológico da ideia fixa é impossível em termos gerais. O que irá reger todo este processo será a subjetividade imposta pela afetividade o que tornará cada caso singular e único. O tratamento de idéias fixas será por meio de técnicas de relaxamento( vide o nosso CD), concentração e da integração deste conteúdo presente na idéia fixa  por via do simbólico e de sua assimilação pela personalidade. Isto se dá junto com o reforço de Ego e de toda sua reestruturação que é extremamente bem desenvolvido pela escola analítica de C. G. Jung.

Todavia vale ressaltar que há uma ligação direta entre a ansiedade e as idéias fixas por causa do que Jung postulou no passado como Complexos. Estes são conjuntos de idéias carregadas afetivamente. Quando um paciente é tomado por um Complexo autônomo , este mobilizará toda carga da energia psíquica para si. Por vezes as idéias fixas são apenas manifestações destes Complexos , apenas um sintoma de algo mais profundo que precisa ser confrontado.

Um dos problemas da ideia fixa é que ele denota claramente o grau de obsessão, do descontrole da psique sobre os pensamentos. Isto faz muito mal especialmente quando os pensamentos são negativos transformando nossa vida em um caos. Por isto é importante perceber e tratar.

07) O tratamento medicamentoso é eficaz na cura de transtornos de ansiedade?

Jorge - O  tratamento medicamentoso é um auxiliar, sozinho ele terá ação em média de 30%. Assim 70% dos casos não vão melhorar somente com o uso de medicamentos. O ideal é que possamos combinar os tratamentos sintomáticos e medicamentosos  com outros que quando combinados melhoram ainda mais o prognóstico de um paciente. Particularmente gosto de ver a combinação dos tratamentos alopáticos tradicionais agregados a outros tratamentos como a fito terapia, a homeopatia e a acupuntura.

Nossa equipe médica emprega no primeiro momento a alopatia com os remédios ideais para cada caso em questão. No segundo momento, ou seja, quando o paciente sair da crise aguda e estabilizar seu quadro clínico, agregamos ao tratamento convencional a homeopatia, a fito terapia ou a acupuntura.

Logicamente empregando tais técnicas por médicos especialistas que são associados a nosso Instituto. A cura pela medicação é algo bem complicado para discutirmos. Mas nossa observação nos aponta para detalhes bem importantes:

A) no tratamento alopático o paciente deverá ser observado pelo profissional a cada 21 dias em média, isto por que são necessários ajustes da medicação em dosagens, visto que cada organismo reage de um jeito. Os remédios trazem bem estar no máximo em 21 dias estabilizando o quadro do paciente minimizando as crises. Se isto não ocorrer algo de errado estará acontecendo.

 Nem sempre o paciente adapta se a um medicamento. Alem disto os efeitos colaterais existem atacando as vezes mais um indivíduo do que outro. Todo tratamento medicamentoso enfim é subjetivo pois cada indivíduo reagirá de uma forma específica a uma substancia. Se considerarmos que tais remédios atuam no sistema nervoso isto fará com que tal subjetividade aumente ainda mais. Por isto recomendamos tal freqüência ao médico responsável pelo tratamento. O paciente e a família aqui terão papel fundamental na fiscalização do tratamento e da melhora do paciente.

B) Por sua vez os tratamentos agregados como a homeopatia, fito terapia, acupuntura são excelentes após a estabilidade de um paciente, ou seja, fora da crise aguda. Mas cada indivíduo responde a um tipo específico, uns se dão bem com a homeopatia, outros respondem melhor com a fito terapia, outros com a acupuntura. Novamente a subjetividade. Em nossa experiência tais técnicas quando agregadas potencializam a possibilidade de melhora. Juntamos técnicas sintomáticas com técnicas preventivas o que aumenta para 50% do prognóstico por tratamentos medicamentosos.

Sempre digo a meus pacientes que o que fazemos na verdade é uma grande experimentação, e isto deveria ser sempre dito pelos médicos. Você será seu laboratório. Já vi pacientes hipersensíveis a medicação responderem bem a sub- dosagens químicas de soníferos, enquanto outros necessitavam de doses cavalares. Aqui não existem regras. acompanhando esta linha de raciocínio veja que infelizmente certos profissionais fazem o contrário, não acompanham seus pacientes, e lhes prescrevem um kit de receitas para seis meses, sem a menor avaliação periódica do paciente o que é um crime. Veja que existem riscos de viciar um paciente em ansiolíticos, existe a tolerância a um determinado remédio, pode existir uma rejeição a uma droga ou uma não resposta positiva. Por isto as visitas devem ser freqüentes até que o paciente esteja bem.

08)  a ansiedade pode levar a alguém a perder muito peso?

Jorge - Vamos viajar nas patologias. Um dos fatores que agrava um quadro de Anorexia nervosa é a ansiedade. Pegando esta patologia como um fator isolado veja que é possível perder peso estando ansioso.

Em minha vida pessoal, no passado, quando trabalhei em uma fundação vi muitos colegas viciados em trabalho, emagrecerem de forma doentia, pelo fato de não terem tempo de alimentar se direito. Eles comiam lanches em pé, engoliam salgadinhos e sanduíches, tudo pelo trabalho.

Se associarmos isto a um metabolismo rápido a perda de peso será absurda. Certa vez atendi uma professora que trabalhava em 3 turnos. Era o arrimo de família, o marido um alcoólatra. Ela pesava com seus 179 cm cerca de 40 quilos. Extremamente magra. Sua ansiedade era tanta que ela não sentia fome.

Agora vou repassar uma observação que é comum a quem está muito ansioso.É a desconexão com o próprio corpo e com suas funções vitais. Muitas pessoas com alta ansiedade tornam se negligentes para consigo próprias, deixando fatores da vida passarem. Tem dificuldades para dormir, alimentar se, repousar, descansar, chegando até a hábitos esdrúxulos.

Quantas vezes não vi pessoas que em seu momento de laser, no lugar de curtir o momento o perdiam querendo fazer tudo. Assim esta desconexão presente a ansiedade é o motivo para que a alimentação seja perturbada. Emagrecer demais é comum infelizmente.

Comentários

Comentários são muito bem-vindos, por favor, poste o seu! Iremos avaliá-lo e sendo um comentário construitivo publicaremos ele aqui junto ao texto.

Nome:

E-mail:

Texto:


Recomendação

Se gostou do texto que acabou de ler, talvez queira recomendá-lo a algum conhecido. Use o formulário abaixo para fazer isso facilmente.

Seu nome:

Seu e-mail:


E-mail #1:

E-mail #2:

E-mail #3:

E-mail #4:

E-mail #5:

Al. Paranã, Qd. 128, Lt. 18, nº 1203, Setor Jaó, Goiânia  |  Cep: 74673-050  |  Fone: (62) 9 9187-5157  |  contato@olhosalma.com.br

 

Desenvolvido por:

LOBO's NET - www.lobosnet.com