Newsletter

Receba informações via e-mail

Des-inscrever    



Artigos

Minha História
19/03/2012 00:00:00

Qual dos meus bocados é o mais saboroso? Pedaços de mim se aglutinam por aí nas bocas alheias, uns maiores, outros menores. Alguns, de amigos mais doces; dos inimigos, o fel. Alguns de paladar mais refinado à crítica, da tristeza a mudez. O que sou? Talvez a somatória de muitas opiniões a meu respeito: prós e contra, acertos e fatalidades. Mas com qual desses pedaços você vai me descrever?

Sou o homem visto de passagem, pelo gari que limpa a rua, pela empregada que estende no varal a roupa lavada, pelo motorista de praça que gosto de cumprimentar, pelo policial que faz sua ronda, pelo ascensorista vivendo a vida como um ioiô. Eu, um homem público, pouco privado, passo por tantas vidas diariamente, tantos desconhecidos, tantas visões fragmentadas que acho que conheço, mas as vejo apenas em fragmentos, em mini bocados, nas migalhas de suas essências. E quantas vezes não me atribuo o direito de falar: "Sim, eu o conheço!" Ou ainda: "Sei quem é!"

E o mesmo reverso dá o direito a tantas pessoas para falar ínfimos de mim, para recontarem pedaços de minha história.

Com outros já tive convívio. Uma semana, um mês, talvez um ano. Desses somam-se histórias. Há vários convívios, vários momentos, vários seres que se entrecruzam. Mas qual deles eu sou? Há Sobra a certeza de que sou desconhecido de mim mesmo na maior parte do tempo, pelo fato de ser ausente de minha própria consciência, que abarca apenas um ínfimo de mim. Às vezes queria acordar alegre e, quando dou por mim, estou triste. Tantos quereres, tantos pedaços, tanta bricolagem. Tantos questionamentos.

Para alguns ainda sou o jovem traquina que gazeteava aula, que odeia discurso pronto em retórica vazia. Para outros sou o moleque que gosta de banho de chuva, de chupar jabuticaba, de rolar com meu filho brincando de guerra de lama. Há ainda aqueles para os quais eu sou o pão duro, o patrão exigente, o professor tirano, o visionário que acredita nas pessoas. Sou tantos em tantas bocas que às vezes me confundo. Quem eu sou de verdade?

Já fiz tantos feitos: beijei atriz famosa, apertei a mão de BB King, escrevi livros, artigos, dei entrevistas, trabalhei, ganhei dinheiro, namorei muito, ajudei a formar profissionais de saúde, colecionei tantos títulos, fiz tantos cursos...

No avesso fiz muitas asneiras memoráveis: suplicando amores impossíveis, idolatrei idiotas, querendo acreditar que o idiota não era tão idiota assim. Falei burrices publicamente, palavrões onde não devia.  Ganhei muito fora, e dei foras também.  Fiquei desempregado, perdi dinheiro, fiz maus negócios, senti no nas tripas e sujei as calças, dei vexame, mas muito vexame mesmo. E qual desses eu sou? Qual desses faz parte genuinamente de minha essência?

Minha história não é uma fotografia que congela um instante. Ao contrário, é um filme em terceira dimensão, com muita trilha sonora, animação, no qual você pode ser coadjuvante. Sou pros e contras, somatória de bocados, tudo e nada. Não sou um instante, sou várias somatórias de instantes.  Não sou o gelo parado, sou a água evaporando, supitando em vários momentos. Sou a dinâmica e não o estático. Sou o imprevisível, não o previsível. Sou vários bocados nas bocas de muita gente, mas ao mesmo tempo nada disso eu sou.

Na verdade, depois que tudo isso passa, que a ilusão se vai, que a vaidade esfria, fica ali presente só quem realmente eu sou. E o que eu sou vai longe do que o que dizem que eu sou!
 

Comentários

Comentários são muito bem-vindos, por favor, poste o seu! Iremos avaliá-lo e sendo um comentário construitivo publicaremos ele aqui junto ao texto.

Nome:

E-mail:

Texto:


Recomendação

Se gostou do texto que acabou de ler, talvez queira recomendá-lo a algum conhecido. Use o formulário abaixo para fazer isso facilmente.

Seu nome:

Seu e-mail:


E-mail #1:

E-mail #2:

E-mail #3:

E-mail #4:

E-mail #5:

Al. Paranã, Qd. 128, Lt. 18, nº 1203, Setor Jaó, Goiânia  |  Cep: 74673-050  |  Fone: (62) 9 9187-5157  |  contato@olhosalma.com.br

 

Desenvolvido por:

LOBO's NET - www.lobosnet.com